Agende uma Visita Área Restrita

Rupturas de 2018 promove compartilhamento de saberes e mão na massa: aprender fazendo

Conceito amplamente discutido na Educação, “aprender fazendo” é um método idealizado por Jon Dewey, educador e filósofo americano que define a educação como um processo de reconstrução e reorganização de experiências. A partir do envolvimento do estudante, toda experiência é uma possibildiade de aprendizado.

Estudantes envolvidos em promover aprendizagens diversas se inspiraram nesse conceito para organizar o Rupturas deste ano, sob o título “Aprender fazendo”. Romper a grade curricular de aulas, a forma convencional de aprendizado, reorganizar o cotidiano escolar: destes rompimentos que surge o nome Rupturas, um momento que existe já há mais de cinco anos para os alunos de Ensino Fundamental II e Médio do Oswald.

Assim, em 2018, o Grêmio Garrafa e a Coordenação de Bibliotecas organizaram uma programação para o Rupturas pautada em oficinas e trocas de saberes práticos ou aplicados. Nossos alunos propuseram um Rupturas em que diversas oficinas fossem oferecidas pelos próprios alunos e pelos professores. Para isso, foram feitos planejamentos desses encontros prevendo materiais e atividades em cada uma das oficinas, com os alunos do Ensino Médio sendo tutores que auxiliaram na construção e realização das atividades dos alunos oficineiros do Fundamental II. Isso possibilitou a ampliação de saberes sobre o próprio fazer dos estudantes e sobre seu processo de aprendizagem. Como resultado, tivemos nos dias 05 e 06 de setembro o Rupturas ocorrendo com oficinas interseriadas no Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Aprender fazendo através de oficinas com os colegas

Leonardo Navarro do 6º ano, por exemplo, propôs uma oficina de “Artes Livres”. Tutoriado pela colega Isabela, da 2ª série do Ensino Médio, promoveu uma conversa sobre a linguagem do desenho, suas dificuldades e possibilidades de desenvolvimento. Ele apresentou tipos de desenhos como rosto, mãos e pés e também técnicas de composição para desenho de um corpo humano inteiro. Enquanto isso, seus colegas foram produzindo seus próprios desenhos a partir de observação dos presentes e também de referências trazidas pelo Leonardo.

Também promovida por um aluno do 6º ano, o “O roteiro das ondas” foi uma oficina oferecida por Francisco Cortez, e tutoriada por Nina Arronchi da 3ª série do Médio. O aprendizado foi bastante inusitado para a escola: o surf. Em uma conversa sobre estilo de vida e equipamentos usados por um surfista, Francisco trouxe um saber de seu interesse para o Oswald. Um rolo e uma prancha de madeira viraram equipamentos alternativos para demonstrar como subir e se equilibrar em uma prancha de surf!

Nossos alunos da 2ª série do Ensino Médio, Ettore e Pedro, trouxeram os “Ritmos de samba”para compartilhar com os colegas. Com instrumentos como surdo, pandeiro, tamborim e caixa, os oficineiros apresentaram a composição de ritmos mais tradicionais do samba, como samba enredo, partido alto e olodum. Desta forma, promoveram uma oficina prática que promoveu uma experimentação musical muito interessante!

Aprender conhecimentos diversos com os professores

Assim como os alunos, educadores também puderam promover oficinas. Muitos professores do Oswald também têm especialização ou atuação em áreas da cultura e puderam compartilhar isso durante o Rupturas de 2018! A professora de Língua Portuguesa e Literatura, Janaína Arruda, por exemplo, também é atriz e diretora de Teatro. Janaína trouxe sua experiência na companhia Os Satyros ao ensinar aos alunos do Ensino Fundamental II um pouco sobre maquiagem para teatro!

A educadora do Laboratório de Informática, Cristiane Acacio Rosa, promoveu uma ministrou a Oficina Criação de Jogos. A aplicação escolhida foi o App Inventor, originalmente criada pelo Google em 2010 e atualmente, mantida pelo  Massachusetts Institute of Technology (MIT). O App Inventor é um aplicativo que possibilita a introdução de linguagem de programação, fazendo uso de blocos, seguindo o mesmo conceito do brinquedo LEGO. Os nossos alunos do Ensino Fundamental II criaram uma versão digital do jogo clássico Joquempô! Na oficina, Cristiane apresentou conceitos básicos de programação e da ferramenta, instigando os alunos a fazerem suas próprias criações.

Bem como o professor Amadeu Cardoso, que têm uma longa atuação na área de produção musical e radialismo, promoveu uma oficina chamada “Mídia Tática”, em que ensinou aos alunos como fazer programas de rádio através do software livre Audacity como editor de áudio. A oficina tematizou a democracia e recolheu depoimentos sobre o entendimento deste conceito entre a comunidade da Unidade Cerro Corá. Ao final da programação do Rupturas, este programa de rádio produzido na oficina foi exibido antes da última atividade, uma palestra que tratou de Política e Música de Protesto no Brasil, com os professores de Língua Portuguesa e Literatura, Evandro Rodrigues, e Geografia e Sociologia, Tarso Loureiro.

2018-09-17T12:11:54+00:00

About the Author:

Colégio Oswald de Andrade
Fundado na segunda metade da década de 70, o Oswald é uma instituição que aprende, e de forma colaborativa. Compartilhamos neste blog nossas práticas e nosso cotidiano escolar, em busca de divulgar o projeto oswaldiano e de estabelecer diálogos fundamentais para a Educação.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of