Como garantir o envolvimento durante as leituras e contações de história mesmo à distância?

Por: Francine Conrad Fonzaghi

Nada substitui a presença física de uma criança, a sua proximidade com quem lhe lê um livro ou lhe conta uma história. A virtualidade, neste caso, não é uma vantagem. É muito bom e importante acompanhar os rostos das crianças enquanto ouvem uma história, ver as expressões de medo, de surpresa, de felicidade conforme o desenrolar da narrativa. Mas não temos a escolha do encontro presencial entre crianças e professoras neste momento e, assim, o que fizemos foi encontrar formas de valorizar os momentos de leitura e contação, com recursos de vídeo que não existem presencialmente, valendo-nos deles para valorizar os enredos e envolver as crianças! 

As ilustrações de um livro, algumas vezes, aparecem grandes, ocupando a tela toda, enquanto a professora aparece em um canto. Algumas vezes, os livros estão em suas mãos, e as ilustrações são mostradas bem pertinho da câmera. Tem professora que pôde aproveitar o ambiente em que está, já que este estava relacionado ao tema da história, por exemplo, um sitio e uma história de galinhas. Teve quem preparou as crianças para a história, fazendo uma mágica com sumiço de objetos da tela antes de iniciar a narrativa, e aquelas que ficaram sentadas no cenário da história enquanto os personagens (ilustrações) atuavam na sua frente.

De modo geral, pelos relatos, percebemos que as estratégias usadas nos vídeos de histórias vêm funcionando. Os personagens, os cenários, as professoras estão encantando as crianças e ampliando o interesse pelas diversas narrativas, ainda que à distância. 

Assistam uma compilação com alguns trechos de histórias que as crianças puderam apreciar!

0 0 vote
Article Rating